Hidroponia: diferenciar é preciso

A hidroponia configura no cenário da produção de hortaliças como um sistema bem estabelecido e com alto potencial de obtenção de excelentes produtividades, com alta qualidade, baixa sazonalidade, com programação de produção e, principalmente pela associação destes atributos, com garantia de retorno a médio prazo.

Entretanto, algo que fica cada vez mais evidente é a necessidade de projetos diferenciados em termos de diversidade de genótipos, de híbridos e variedades. Dois dos quesitos importantes para a adoção da diversidade na implantação de um projeto hidropônico é a interferência do produto convencional, durante a fase de sua maior oferta, uma vez que a qualidade em termos de peso e números de folhas é igual ao produto hidropônico, assim como o seu preço é relativamente mais baixo. Outro fator importante é a produção de plantas que visem atender a demanda, principalmente no inverno, onde o consumo de alface, rúcula, agrião dentre outras hortaliças reduz-se. Assim, propostas como a produção de mini couve, mostarda, espinafre e, outras culturas que atendam receitas básicas para sopas torna-se um atrativo para a resolução na redução das vendas, que neste ano, em média, sofreram reduções acima de 50% em algumas regiões do Brasil.

 

 

Por outro lado, é crescente a necessidade da produção de hortaliças gourmet, tais como as alfaces diferenciadas, com alto valor agregado, além da produção de baby leafs, microverdes e brotos.

Cabe ressaltar a existência de um nicho de mercado para tais produtos, que geralmente, é regido por chefs de cozinhas e mercado de alto padrão.

O investimento em marketing, com estudo de melhor disposição na gôndola, assim como gôndolas que tenham a concepção do sistema hidropônico, embalagens mais especificas, com rótulos diferenciados e, com garantia de maior qualidade do produto configuram-se em ações diferenciadas que certamente alavancarão as vendas nos piores períodos de vendas, inverno e períodos de estiagem (regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste).

Destaca-se que o investimento em marketing é oneroso, podendo representar até 30% do custo de produção de uma hortaliça folhosa, porém e via de regra, este investimento (e não custo) tem elevado custo/benefício.

Portanto, para o empreendedor hidropônico diferenciar é preciso!

 

Compartilhe este conteúdo