agricultura-4.0

Agricultura 4.0: Entenda o que é e as principais vantagens para o agronegócio

É natural que, com o passar do tempo, novas tecnologias surjam e impactem as formas de consumo e mercado. Neste cenário, o agronegócio tem passado por diversas transformações positivas, beneficiando o agricultor e toda a sociedade. A agricultura 4.0 é o novo momento do agronegócio e está difundindo amplamente por meio de práticas, sistemas digitais e demais ferramentas tecnológicas.

É nítida a velocidade com que o produtor tem se modernizado, investindo em tecnologias e soluções mais eficientes nas produções. A fim de explicar este novo conceito, vamos explicar neste artigo o que, afinal, significa a agricultura 4.0 e quais as vantagens para o agronegócio.

O que é a agricultura 4.0

A Agricultura 4.0, também conhecida como a Quarta Revolução Industrial,  é um conceito que está diretamente relacionado ao uso de tecnologias digitais integradas e conectadas por meio de sistemas, programas e equipamentos. Ou seja, a agricultura 4.0 é, nada mais, a digitalização dos processos de produção no meio rural.

O seu principal objetivo é otimizar a produção e a gestão no campo, em cooperativas e agroindústrias, aperfeiçoando o controle, monitoramento e, principalmente, a forma de trabalhar. Para entender melhor, vamos explicar, brevemente, as revoluções industriais, que sempre afetaram o campo de forma categórica. A primeira revolução industrial foi responsável pelo processo de mecanização da produção com o uso de máquinas a vapor. A segunda, impactou o campo com o motor a combustão e o uso de fertilizantes químicos. Já a Terceira Revolução Industrial trouxe as tecnologias de informação, que tomaram conta do setor, os novos softwares que facilitaram a comunicação e processos e tornaram possível a automatização, elevando a produtividade.

Agora, a Quarta Revolução Industrial, ou Agricultura 4.0, é responsável pela utilização total da tecnologia com o objetivo de deixar os processos autônomos e inteligentes. É o meio digital incorporando e conectando todos os sistemas de uma cadeia produtiva, mesclando o virtual e o real.

Esse novo conceito é baseado em quatro aspectos principais: A gestão de dados, a produção a partir de novas tecnologias, a profissionalização do campo e a sustentabilidade. Na prática, a Agricultura 4.0 conecta todos os sistemas em tempo real a partir do uso de IoT (Internet das Coisas), inteligência artificial, Big Data, Advanced Analytics, nano e biotecnologia. Assim, é possível conectar toda a produção, os sistemas e as pessoas envolvidas no processo (fornecedores, clientes, etc).

Principais vantagens e benefícios para o produtor

A Agricultura 4.0 não beneficia apenas os grandes empresários, mas favorece, também, os pequenos produtores e a agricultura familiar. Os recursos tecnológicos propõem uma grande evolução para o setor tornando a produção mais inteligente, além de permitir a profissionalização do campo. Os principais benefícios do uso dessas tecnologias são:

Aumento da produtividade

 Utilizando máquinas e sistemas automatizados, é possível produzir mais, utilizando menos. Além disso, a coleta de análise de dados gerenciais é feita de forma constante, permitindo um padrão de eficiência muito maior. Assim, todas as fases do processo são beneficiadas através das tecnologias inseridas na agricultura 4.0, aumentando a produtividade.

hidrogood sistema hpmSistema Hidrogood de Perfil Móvel

Monitoramento das operações agrícolas

O uso de tecnologias como drones, sensores e dispositivos fornece informações importantes sobre o processo de produção, permitindo que o produtor acompanhe sua produção em tempo real, mesmo ausente. Isso torna as etapas da produção mais fáceis, levando segurança e auxiliando nas tomadas de decisões.

Redução de perdas e diminuição dos custos

Os softwares permitem gerar dados precisos na gestão e na produção, evitando erros durante o processo como, por exemplo, a aplicação duplicada de defensivos. Assim, o uso dessas ferramentas impede o desperdício de insumos e materiais, reduzindo os custos e levando mais sustentabilidade para a produção.

A proposta da Agricultura 4.0 e o seu grande diferencial é a possibilidade de assertividade que oferece ao produtor, pois como a tecnologia fornece informações vitais e precisas como dados meteorológicos e sobre pragas, por exemplo, é possível prever o que poderá acontecer em um futuro próximo.

Ferramentas e práticas disponíveis

Atualmente, existem diversas tecnologias sendo desenvolvidas para a implementação no setor agro. Algumas ferramentas já são utilizadas em propriedades, como:

  • Drones para demarcar, monitorar e desenvolver a agricultura de precisão, além de ajudar na busca por pragas ou pontos secos, avaliação da saúde das culturas, detecção de ervas daninhas e da qualidade do ar e até segurança da propriedade;
  • Câmeras e sensores para monitorar e analisar o clima;
  • GPS para mapeamento, geoprocessamento, auxílio à automação de máquinas (e piloto automático) e análise gerencial;
  • Sistemas de controle da plantação;
  • Biotecnologia, recurso tecnológico que visa uma melhor compreensão do desenvolvimento das plantas, possibilitando o tratamento de sementes, bem como criar modificações e melhorias genéticas nas plantas com o objetivo de criar plantas mais fortes, rentáveis e resistentes às pragas e doenças, dispensando o uso de agrotóxicos;
  • Impressora 3D, que pode imprimir peças de maquinário para reposição, ferramentas úteis ao campo, próteses para animais e muito mais;

Essas são apenas algumas opções e exemplos que utilizam Big Data e IoT para o aprimoramento de toda a produção. Apesar disso, um dos fatores que dificultam a implementação da Agricultura 4.0 é a falta de investimento do produtor, seja na hora de adquirir os equipamentos tecnológicos ou na capacitação dos trabalhadores, o que faz com que haja baixa qualificação da mão de obra dos profissionais do campo. 

Com isso, é indispensável que o produtor adquira novas qualificações, acompanhe as inovações, tendências e novidades do setor e já comece a implementação das tecnologias disponíveis.

Em resumo, a Agricultura 4.0 é uma nova etapa para o agronegócio, crucial para o produtor sanar suas necessidades, encontrar novos rumos e gerar mais oportunidades. As tecnologias vieram para facilitar o trabalho, reduzir a possibilidade de erro e, principalmente, aumentar a produtividade. 

A digitalização do agronegócio traz grandes benefícios e, apesar de alguns produtores ainda serem relutantes, há diversas transformações que estão por vir e chegarão de forma rápida e natural. A revolução é real e já está acontecendo.

Gostou deste artigo? Separamos alguns que certamente irão lhe interessar: