Monitoramento do pH e oxigenação da solução nutritiva

A manutenção do pH da solução nutritiva é de extrema importância para o cultivo hidropônico, sendo que a faixa de pH ideal para a maioria das plantas está entre 6,0 a 6,5. O efeito do pH sobre o crescimento das plantas cultivadas em solução nutritiva (sistema NFT) ou em substrato (semi hidroponia) pode ser direto e indireto. 

 

 

Efeito PH Direto

O direto resulta da ação dos íons H+ (acidez) sobre as membranas das células das raízes. Em valores de pH inferiores a 4,0, há um comprometimento da permeabilidade das membranas e o crescimento radicular é retardado. Por outro lado, o pH elevado, acima de 7,5 (alcalinidade), afeta o funcionamento celular, alterando o potencial eletroquímico transmembrana. Em ambos os casos, a absorção de nutrientes é severamente afetada. 

 

Efeito PH Indireto

Já o efeito indireto do pH diz respeito à redução da solubilidade de nutrientes, afetando a capacidade de absorção dos mesmos na planta. Quando o pH está abaixo de 5,0, a disponibilidade dos macronutrientes N, P, K, Ca, Mg e S é baixa. Por outro lado, em valores de pH acima de 6,5, a disponibilidade de micronutrientes como Fe, Cu, Mn e Zn é reduzida. Um fator que merece destaque é a minimização do efeito do pH na disponibilidade de nutrientes com o uso de micronutrientes quelatados. Sendo estes atualmente amplamente comercializados no mercado voltado para a hidroponia.

Portanto, a manutenção da faixa de pH em valores próximos a 6,0 é de extrema importância para o cultivo de plantas em solução nutritiva. Ressalta-se que a correção do pH deverá ser realizada com o uso de ácido fosfórico ou hidróxido de potássio, reduzindo-se ou aumentando-se o pH, respectivamente.

 

 

Temperatura ideal para o crescimento radicular

Uma explicação da influência da temperatura sobre a absorção de nutrientes pelas plantas é a alteração da atividade de proteínas ligadas ao sistema de transporte de nutrientes nas células vegetais das raízes. Em cultivos hidropônicos, a elevação da temperatura acima de 32°C inibe o crescimento radicular. Sendo considerada como faixa ótima entre 23 e 27°C. Em geral, recomenda-se a manutenção da temperatura da solução em valores abaixo de 32° C.

Os processos vitais do sistema radicular, como a absorção de nutrientes e manutenção do metabolismo basal (funcionamento adequado das raízes), envolvem gasto de energia produzida a partir da respiração radicular, que é diretamente dependente do O2 dissolvido na solução nutritiva. A quantidade de O2 dissolvido na solução de nutrientes, por sua vez, depende da temperatura da solução ou das características físicas do substrato (porosidade). A falta de oxigenação nas raízes prejudica a absorção de nutrientes, pela falta de energia gerada (ATP) no processo de respiração radicular. Sendo a concentração adequada de O2 dissolvido considerada como adequada entre 5 a 10 ppm (mg L-1).

De modo geral, é altamente recomendável o monitoramento do pH através do uso de peagâmetro, assim como o acompanhamento da temperatura da solução e, da oxigenação da solução, com o uso de termômetros e oxímetros, respectivamente.

 

 

Gostou deste conteúdo? Separamos alguns artigos que com certeza irão te interessar: 

 

 

Compartilhe este conteúdo

Deixe uma resposta