Hidroponia e o uso sustentável de água

Apesar da grande importância da água para o crescimento e desenvolvimento das plantas (para a fotossíntese e para o transporte de nutrientes), a quantidade deste recurso requerido para o metabolismo é pequeno, estima-se em 5 a 8%. Este valores são muito pequenos quando comparados a quantidade de água requerida para a transpiração das plantas. Ao considerarmos o somatório da transpiração + evaporação, estes valores tornam-se ainda mais significativos. Quantitativamente, para se produzir 1 kg de trigo, necessita-se de 1.000 kg de água. Já para 1 kg de arroz, necessita-se de 2.500 kg de água.

                     

Assim, a utilização de sistemas agrícolas sustentáveis em termos de uso eficiente da água é de fundamental importância nos dias atuais. Pode-se referenciar o uso da fertirrigação por gotejamento, assim como o uso da hidroponia como sistemas sustentáveis por sua economia de água. Neste contexto de escassez de água em nosso cotidiano, principalmente na região sudeste do Brasil, o uso da hidroponia destaca-se como medida mitigadora para tal problema. Por outro lado, é importante ressaltar que em regiões como o nordeste brasileiro, tais problemas se apresentam de forma endêmica e que pesquisas visando a produção de hortaliças com água salobra e água de reuso são desenvolvidas desde 2005, a utilizando-se a hidroponia como modelo de sistema agrícola.

O uso da hidroponia torna-se ainda mais relevante para a produção de hortaliças, por potencialmente, economizar de 50 a 70% de água disponibilizada às plantas, uma vez que as taxas de evaporação, escoamento superficial e percolação são significativamente reduzidas. Estas taxas são ainda mais expressivas quando o cultivo é feito em ambiente protegido (estufas).  Fisiologicamente, uma planta para formar 1g de massa seca, necessita de 500g de água transpirada (Taiz & Zeiger, 2004). Assim, ao considerarmos uma planta de alface de 500g de massa fresca e, que a concentração de água nesta aproxima-se de 90%, podemos supor que para que esta planta consiga gerar os 10% de massa seca (50g), ela necessitará em seu ciclo de vida (de aproximadamente, 40 dias), 25.000 g de água, ou seja, 25 L de água. Ainda assim, podemos considerar que a evaporação, a percolação e o escoamento superficial podem triplicar este consumo, chegando a 75 L/planta/ciclo. Com o uso da hidroponia, estima-se que o consumo de água para o crescimento desta mesma planta aproxime-se ao consumo da água transpirada, isto é, 25 L, representando uma significativa economia da água.

O crescimento da hidroponia no Brasil, além de suas inúmeras vantagens, destaca-se pela economia e uso sustentável da água.

Gostou do conteúdo? Separamos alguns artigos aqui que com certeza irão lhe interessar:

                   

Compartilhe este conteúdo

Deixe uma resposta