O que é Condutividade Elétrica e a sua importância no cultivo hidropônico

Na hidroponia, por não se fazer o uso do solo no cultivo de plantas, é necessário ter uma solução nutritiva balanceada que contém, além da água, todos os nutrientes indispensáveis para o desenvolvimento da planta. As raízes ficam emergidas nessa solução e dali elas retiram tudo o que precisam para crescerem saudáveis e fortes.

Uma solução nutritiva balanceada depende de alguns fatores: Temperatura da solução, nível de oxigênio, pH e condutividade elétrica balanceada. Dentre esses fatores, manter a condutividade elétrica (CE) balanceada é tão importante quanto qualquer outro passo, pois ela determina a quantidade de íons na solução nutritiva e, quanto mais íons, maior a condutividade elétrica. O teste de CE deve ser feito regularmente a fim de monitorar os nutrientes na solução, pois é essencial manter o equilíbrio nutricional para ter uma boa colheita. A variação da condutividade elétrica da solução nutritiva interfere no metabolismo e, consequentemente, na produção das plantas.

A CE pode ser expressa em: Siemens por cm (s/cm), Microsiemens por cm (µS/cm) ou Milisiemens por cm (ms/cm), porém a maior parte dos aparelhos medidores utilizam as medições em μS/cm ou mS/cm. Alguns medidores também mostram em p.p.m. (partes por milhão), sendo chamados de Medidor de TDS (Total de Sólidos Dissolvidos).

As medidas ideais são na faixa de 1,5 a 3,5 miliSiemens/cm, porém esses valores devem variar de acordo com a cultivar adotada, bem como com as condições climáticas, por isso, é necessário realizar o teste de CE regularmente para controlá-la. Para isso utiliza-se um aparelho medidor chamado Condutivímetro. Esse é o equipamento mais eficaz e traz os melhores resultados, pois além de ajudar a controlar a CE, indica e compensa automaticamente a temperatura.

Para que o aparelho funcione de maneira eficaz, é necessário fazer a calibração antes e depois de usa-lo, ou seja, os eletrodos polarizados ou sujos devem ser limpos para renovar a superfície da célula ativa. Água quente com detergente liquido são recomendados para o trabalho de limpeza, já para remover qualquer matéria orgânica recomenda-se o uso de acetona e, para remover algas, bactéricas ou fungos as soluções com cloro podem ajudar. Todavia, existem soluções já prontas para a calibração do condutivímetro, facilitando o processo.

Ao adicionar nutrientes à água, transformando ela em uma solução nutritiva, ocorrem quebras das moléculas dos nutrientes e a liberação de íons. Desse modo, a adição de íons e suas cargas elétricas faz a CE da água subir. Se ao medir a CE da solução houver um aumento é sinal de que pode-se corrigir adicionando mais água. Porém, se o valor for baixo é sinal de que precisa adicionar mais nutrientes à água para que os níveis da condutividade elétrica se elevem.

Para definir a quantidade de sais que precisa ser adicionada, deve-se considerar a condutividade elétrica da solução nutritiva recém-preparada e a proporção de nutrientes usada, para assim fazer a reposição em proporções adequadas e balanceadas a fim de atingir a CE desejada. O valor estabelecido no condutivímetro mostra a necessidade de repor ou não os sais da solução nutritiva, porém é importante destacar que é avaliada apenas a quantidade total de sais presentes na solução, não fornecendo a quantidade específica de cada nutriente, além de não determinar se um macro ou micronutriente está sendo absorvido mais que o outro. Para saber exatamente qual e em que quantidade, pode-se fazer uma análise química laboratorial da solução nutritiva.

Vale lembrar também que a relação entre CE e temperatura é direta, a cada 1°C de aumento de temperatura a CE aumenta 2%. As plantas requerem diferentes níveis de CE em diferentes fases de vida, à medida que elas crescem suas necessidades de nutrientes também vão mudando. O teste de CE é um ótimo jeito de entender o que a planta quer, por isso é preciso observar e realizar diariamente para adequar a quantidade de nutrientes que cada planta precisa.

Gostou das dicas? Separamos outros conteúdos que podem te interessar: 

Deixe uma resposta